Brasil PlayForever RPG
Seja Bem-Vindo(a) ao fórum do Brasil PlayForever

Conecte-se ou crie uma conta agora mesmo para que tenha acesso a todo o conteúdo bacana que nós disponibilizamos.

Desde já agradecemos sua visita.

Equipe
Brasil PlayForever

Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Kane_lan
⇨ Administrador Máximo
⇨ Administrador Máximo
Warns :
60 / 99960 / 999

Evento de natal: 5

em 15/12/2017, 4:01 pm

Nome do evento: Contos de Natal


 1º  Lugar - 300.000.000 de dinheiro no jogo + 3.000 moedas azuis.
 2º Lugar - 50.000.000 de dinheiro no jogo
Primeiro lugar: O reino Mágico do BPF - @Ribshow


Objetivo: Criar um conto natalino que envolva o BPF de alguma forma.



Regras: Você poderá criar quantos contos desejar.
Não poderá usar contos da internet ou que não sejam de sua autoria.
Poderá escrever contos de qualquer gênero.
Será feito uma votação entre os admins, para decidir quais os dois melhores!


Observaçãoconto é uma obra de ficção que cria um universo de seres, de fantasia ou acontecimentos.
Como todos os textos de ficção, o conto apresenta um narrador, personagens, ponto de vista e enredo. Classicamente,
diz-se que o conto se define pela sua pequena extensão.


Prazo para entrega:  31 de dezembro de 2017 à meia noite.

1º Premio patrocinado por: @Sabrina_sz
________________________________
Formulário de inscrição: 
• Nome e Nick:
• Nível e horas jogadas:
• Por que seu conto deve ganhar?
• Seu conto abaixo:


Última edição por Kane_lan em 8/1/2018, 9:50 am, editado 2 vez(es)



Admin 1338 desde: 14/04/18
Liderança:

Helper e Temporário:

Administração:

18/12/16 - 30/01/17 - 27/02/17 - 01/04/17 - 15/08/17 - 14/04/18
By: SdooM_EmohE

Steam:

avatar
Paulo1998
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
180 / 999180 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 15/12/2017, 5:23 pm
"conto se define pela sua pequena extensão." qual o limite de linhas?
avatar
Kane_lan
⇨ Administrador Máximo
⇨ Administrador Máximo
Warns :
60 / 99960 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 15/12/2017, 5:45 pm
@Paulo1998 escreveu:"conto se define pela sua pequena extensão." qual o limite de linhas?
Não tem limite, pois é difícil dizer ao certo, não pode ser muito curto, porem também não pode ser muito longo kkk é algo meio termo



Admin 1338 desde: 14/04/18
Liderança:

Helper e Temporário:

Administração:

18/12/16 - 30/01/17 - 27/02/17 - 01/04/17 - 15/08/17 - 14/04/18
By: SdooM_EmohE

Steam:

avatar
Trian_BrTwo
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
0 / 9990 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 15/12/2017, 7:08 pm
Nome e Nick:Marcelo(Trian_Br)
Nivel e horas jogadas:Nivel 22 Horas jogadas 1069
Porque seu conto deve ganhar?:Sinceramente pela criatividade,pela ''Magia'',e,além de tudo pela historia em si,personagens,etc.
Titulo do Conto:A era fria de Droguno´s
 Bem-Vindos a Droguno´s,um reino magico e repleto de misterios!
A historia começa por mim!Sharayam.Há muito tempo atrás o nosso reino era quente,aconchegante e feliz.
Mas depois da chegada de um Espirito chamado Amagonuo.A frieza,maldade e impureza consumiram o reino.
O Bardo conhecido como Sharayam contava historias sobre uma princesa que havia morrido.A princesa era muito boa,porem,vinda de uma familia de sangue frio,ela era forçada a muitas coisas que não aceitava.
Um certo dia,a princesa Elise cansada de ser comandada,resolveu se rebelar com os cidadões de Drogono´s.Ela forçou uma grande batalha na muralha do castelo de seu pai,Rei Tramonos Segundo.
Infeliz com a situação,o rei resolveu que deveriam tomar alguma decisão mais enérgica,atacaram o exercito de Elise com toda a força.Foi um massacre,o numero de baixas foi realmente inacreditavel.
Elise assustada com a situação mas focada em seu objetivo de liberdade,convocou um espirito chamado Amagonuo.Um demonio de gelo que concedia desejos para os mais fortes e corajosos,mas,o desejo não era barato.
Amagonuo ofereceu a princesa um acordo,ele a faria vencedora da guerra,com honra,triunfo e liberdade,porem a princesa teria que lhe conceder seu espirito puro e bom.
A princesa cega pela vitoria e pela vontade de liberdade aceitou.O exercito do rei foi misteriosamente derrotado e transformados em estatuas congeladas.A princesa subiu ao trono pronta para governar Droguno´s,Porem se esqueceu da promessa,o seu espirito foi enviado para Amagonuo que o libertaria.A princesa instantaneamente se transformou em uma Estatua de gelo que até hoje,mantém o reino de Droguno´s frio,impuro e mal.Como consequência de sua tolice a princesa permanece presa por gelo no trono do castelo de Droguno´s.O espirito dela esta livre,porem o corpo dela permanece preso.
E é por este motivo que sofremos hoje!
avatar
Trian_BrTwo
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
0 / 9990 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 15/12/2017, 8:09 pm
Nome e Nick:Marcelo(Trian_Br)
Nivel e horas jogadas:Nivel 22 Horas jogadas 1069
Porque seu conto deve ganhar?:Pela conto natalino e realmente pela criatividade.
Titulo do Conto:A essência do Natal.
Você acredita em natal?
Era uma noite fria de véspera,familias se reunindo na mesa para a ceia,crianças gritando de alegria,o bate-papo rolando solto,a felicidade definitivamente estava ali na cidade pacata de Jungleville. 
 Perto dali na fabrica de fósforos,o Diretor:John estava terminando alguns relatórios.Depois de algumas horas gastas na papelada,John cansado,resolveu ir para casa para tomar uma boa taça de vinho,e,assistir sua seria preferida,assim como fazia em todos os natais.
 Para a infelicidade de John seu carro ficou atolado no estacionamento depois de uma tempestade de neve,consequentemente sem serviços de transportes,John resolveu pegar suas coisas e partir para casa.O caminho era longo e em meio a cidade John viu um mendigo,porem conhecido por ser mal humorado e estressado,John não deu muita bola para o pedido do morador de rua.
 Logo a frente viu uma casinha humilde,com telhas quebradas e feita de madeira e alguns tijolos.Viu a familia grande de 3 Crianças,uma mulher e o marido,um de seus empregados.John olhou pela janela e reparou que estavam sentados ceiando um simples pedaço de frango.
 Não se importando muito John continuou a caminho de sua casa,ao chegar se deparou com os portões de seu quintal arreganhados.John pensou que poderia ter sido apenas o vento derivado da tempestade,mas,ao tentar abrir sua porta foi surpreendido por um fantasma que o puxou para dentro,Acorrentado e sangrando o fantasma era seu irmão mais novo,Que morreu de fome em alguns natais passados.John assustado não sabia oque fazer,seu irmão jogou-lhe uma corrente que o levou para uma outra realidade,John viu as pessoas morrendo de fome,o sofrimento,mas diante de toda aquela miséria ainda havia felicidade,todos gritavam de alegria comemorando a chegada do natal.
 Um menino mais ao fundo deitado em uma parede de concreto estava meio abalado,John,então resolveu ir ver oque ele tinha.O menino respondeu-o chorando:
-Estou com fome,não como a dias.(Depois disso fechou os olhos e ficou em silencio).
John então foi puxado de volta antes que pudesse se manifestar!
O fantasma lançou outra corrente,que levou John para uma outra realidade.Desta vez estava olhando para a janela daquela casa de madeira e tijolos de seu empregado.Viu toda a felicidade e o agradecimento envolvido ali,infelizmente o frio também tomava conta,John não entendendo nada do que havia acontecido ignorou e pediu para que o fantasma o retirasse dali,como o solicitado John foi enviado para outro lugar,porém desta vez ao passado.
 John estava sentado em um banco de praça junto ao seu irmão,ambos passando necessidade,fome e frio.Pessoas os olhavam e ignoravam a situação.Então o irmão de John,que tinha um pedaço de lanche restando na sua lancheira resolveu dar para John.Porém a fome era muita e o frio não ajudava,O irmão de John acabou tendo um mal súbito derivado do frio e da falta de alimentação.John revendo toda aquela situação foi teleportado de volta para sua realidade.
 Não entendendo nada John continuou sendo mal e frio,mal humorado e estressado.
 Porém alguns anos depois a empresa de John faliu,e,ele se viu sem casa,carro,comida e voltava a situação inicial.
Em um natal de festas todos comemorando,John se encostou em uma parede de concreto,e viu todas aquelas pessoas comemorando felizes.Com fome ele começou a alucinar e viu o passado dele flutuando junto ao seu irmão,John naquele momento percebeu que aquele menino com fome na parede de concreto,era apenas o futuro dele.John então fechou os olhos e pediu perdão pelo mal que havia feito todos esses anos e pela má pessoa que havia se tornado.
 Desmaiou,e,acordou na mesa de sua empresa terminando alguns relatórios antes de voltar para sua casa naquela noite de natal.John então percebeu que havia recebido outra chance para provar que era capaz de mudar,naquele dia ele correu,convidou o morador de rua para ceiar em sua casa,ofereceu a seu empregado e sua familia a mesma proposta,John virou uma outra pessoa!
 Teria sido tudo um sonho ou apenas a essência do natal influenciando John á ajudar?
A unica coisa que temos como ter certeza é que,nunca saberemos.
avatar
Style.exe
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
0 / 9990 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 15/12/2017, 10:35 pm
o Conto pode ser de um filme ? Que ja existe ?
avatar
Style.exe
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
0 / 9990 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 15/12/2017, 10:57 pm
• Nome e Nick: Rafael (Slyle.exe)
• Nível e horas jogadas:5 (54)
• Por que seu conto deve ganhar? Porque pelo qual motivo que eu deva ganhar é... Por te passado 1 dia tentando sair esse CONTO na minha CABEÇA.
• Seu conto abaixo :
Certa vez, um menino acordou em uma véspera de Natal, muito contente, pois uma data muito importante estava para chegar.

Era o dia do aniversário do menino Jesus, e é lógico, o dia em que o Papai Noel vinha visitá-lo todos os anos.

Esperava ansiosamente o cair da noite, para voltar a dormir e olhar o seu pé de meia que estava frente a porta, pois não tinha árvore de Natal.

Dormiu muito tarde, para ver se conseguia pegar aquele “velhinho”, mas como o sono era maior do que sua vontade, dormiu profundamente.

Na manhã de Natal, observou que seu pé de meia não estava lá, e que não havia presente algum em toda a sua casa.

Seu pai desempregado, com os olhos cheios d’água, observava atentamente ao seu filho, e esperava tomar coragem para falar que o seu sonho não existia, e com muita dor no coração o chama:

– meu filho, venha cá!

– papai?

– pois não filho?”

– o papai Noel se esqueceu de mim ?

O pai abraça seu filho …

– ele também esqueceu do senhor papai ?

– não meu filho… o melhor presente que eu poderia ter ganho na vida está em meus braços, e fique tranqüilo, pois eu sei que o papai Noel não esqueceu de você.

– mas … todas as outras crianças vizinhas estão brincando com seus presentes… acho que ele pulou a nossa casa…

– Pulou não, meu filho …

Os dois foram caminhando sem rumo, até chegar num parque e ali passearam, brincaram e se divertiram durante o resto do dia, voltando somente no começo da noite.

Chegando em casa, já muito cansado, o menino foi para o seu quarto, e escreveu um bilhete para o papai Noel:

“Querido Papai Noel,

Quero agradecer o presente que o senhor me deu. Desejo que todos os Natais que eu passe, faça com que meu pai esqueça de seus problemas, e que ele possa se distrair comigo, passando uma tarde maravilhosa como a de hoje.

Obrigado pela minha vida, pois descobri que não são os brinquedos que me fazem feliz, e sim, com o verdadeiro sentimento que está dentro de nós, que o senhor desperta nos Natais.

Obrigado. ”

.. e foi dormir…

Entrando no quarto para dar boa-noite ao seu filho, o pai viu o bilhete, e a partir desse dia, não deixou que os seus problemas afetassem a felicidade dele, e começou a fazer que todo dia fosse um Natal para ambos.
avatar
Style.exe
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
0 / 9990 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 15/12/2017, 11:02 pm
No texto Anterior ''O MEU'' esqueci de colocar O MEU TITULO, Porém...... Colocarei agora


TITULO DO CONTO : O PEDIDO DE NATAL
Wiss_XD
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
20 / 99920 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 16/12/2017, 2:00 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
• Nome e Nick: Wiss_XD
• Nível: 4 Horas jogadas: 35
• Por que seu conto deve ganhar? Porque sou pobre e essa é uma chance para eu ficar rico, e eu acho que sou criativo.
• Seu conto abaixo:
O fanho solitário
   Tantas histórias de niná dos nossos avôs de suas épocas joviais, que diziam o quanto aprontavam e faziam bagunças e mesmo assim conseguiam tirar alguma lição da tal, pois bem, essa história começa em Curitiba - Paraná, em um dia totalmente quente, um jovem chamado Pedrinho, que brincava sozinho em seu canto pois o mesmo teria um problema em sua voz desde nascença que o faz fanho, portanto seu único amigo que o compreendia, era seu primo Thiago, que era mudo e não conseguia se comunicar por linguagem de sinais, os dois tinham como passa-tempo ficar horas no computador, seu jogo preferido que era GTA San Andreas, faziam eles irem há loucura de felicidade jogando em um servidor chamado Brasil Play Forever.
   Cansados do bullying que sofriam na escola, e de um garoto que perturbava os dois, chamado Felipinho, matavam aula para ir jogar no seu servidor predileto, era o único momento do dia em que os garotos sorriam e demonstravam algo além de tristeza, mas até que um certo dia, ao pedir para entrar numa organização do jogo, a ROTAM, que como requisito básico seria ter um microfone para falar com seus companheiros, inseguros mas corajosos, os dois foram em frente falar com os líderes da organização, entrando no TeamSpeak3, os líderes começaram a debochar da cara do garoto que se dizia fanho e de seu primo mudo, mas num momento de raiva, Pedrinho achou a voz do líder da organização familiar, veio a sua cabeça o tal do Felipinho, ficou abismado, não era possível que era o cara, depois das humilhações que sofria na escola, viriam a ter dor de cabeça no seu único momento de felicidade...
   Dias passaram, semanas, um mês depois, na escola, Pedrinho e seu primo estavam lanchando no intervalo, quando o Felipinho aparece e derruba seu lanche, começou a xinga-los de todos nomes possíveis, Pedrinho no chão só na escuta, e Felipinho lhe dizendo:
- Eu sou o cara que te segue, fanho filha da p***
   Foi o dia mais terrível de suas vidas, todo mundo da escola viu ele ser humilhado, um dia após o ocorrido, Pedrinho pediu sua transferência, sua saída da escola foi bastante comentada, não se importava com ninguém daquele local imundo que só o maltratava, na sua nova escola fez alguns amigos, era meio tímido mas tinha amigos de verdade, quando se reuniram em uma lan house e apresentou a eles seu servidor preferido, agora Pedrinho teria sua própria equipe de policiais militares, ergueu sua cabeça e levantou-se para o mundo, todos que eram da ROTAM saíram dela por não aguentar o desrespeito do Felipinho, uma semana depois, sua organização seria a mais poderosa de toda San Andreas, e a ROTAM não conseguiria fazer uma blitz sem tomar tiros.E agora no final da história, deixemos uma lição: Nunca desfaça dos mais fracos,pare de ser arrogante, seu dia irá chegar, se tu é como Felipinho, pare um pouco e comece a refletir.
Wiss_XD
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
20 / 99920 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 16/12/2017, 2:20 am
• Nome e Nick: Wiss_XD
• Nível: 4 Horas jogadas: 35
• Por que seu conto deve ganhar? Porque sou pobre e essa é uma chance para eu ficar rico, e eu acho que sou criativo.
• Seu conto abaixo:
O fanho solitário
   Tantas histórias de niná dos nossos avôs de suas épocas joviais, que diziam o quanto aprontavam e faziam bagunças e mesmo assim conseguiam tirar alguma lição da tal, pois bem, essa história começa em Curitiba - Paraná,um mês antes do natal, em um dia totalmente quente, um jovem chamado Pedrinho, que brincava sozinho em seu canto pois o mesmo teria um problema em sua voz desde nascença que o faz fanho, portanto seu único amigo que o compreendia, era seu primo Thiago, que era mudo e não conseguia se comunicar por linguagem de sinais, os dois tinham como passa-tempo ficar horas no computador, seu jogo preferido que era GTA San Andreas, faziam eles irem há loucura de felicidade jogando em um servidor chamado Brasil Play Forever.
   Cansados do bullying que sofriam na escola, e de um garoto que perturbava os dois, chamado Felipinho, matavam aula para ir jogar no seu servidor predileto, era o único momento do dia em que os garotos sorriam e demonstravam algo além de tristeza, mas até que um certo dia, ao pedir para entrar numa organização do jogo, a ROTAM, que como requisito básico seria ter um microfone para falar com seus companheiros, inseguros mas corajosos, os dois foram em frente falar com os líderes da organização, entrando no TeamSpeak3, os líderes começaram a debochar da cara do garoto que se dizia fanho e de seu primo mudo, mas num momento de raiva, Pedrinho achou a voz do líder da organização familiar, veio a sua cabeça o tal do Felipinho, ficou abismado, não era possível que era o cara, depois das humilhações que sofria na escola, viriam a ter dor de cabeça no seu único momento de felicidade...
   Dias passaram, semanas, um mês depois, na véspera do natal,em um especial de natal que foi feito na sua escola, Pedrinho e seu primo estavam lanchando no pátio, quando o Felipinho aparece e derruba seu lanche, começou a xinga-los de todos nomes possíveis, Pedrinho no chão só na escuta, e Felipinho lhe dizendo:
- Eu sou o cara que te segue, gordinho filha da p***
   Foi o dia mais terrível de suas vidas, todo mundo da escola viu ele ser humilhado, um dia após o ocorrido, Pedrinho pediu sua transferência, sua saída da escola foi bastante comentada, não se importava com ninguém daquele local imundo que só o maltratava, na sua nova escola fez alguns amigos, era meio tímido mas tinha amigos de verdade, quando se reuniram em uma lan house e apresentou a eles seu servidor preferido, agora Pedrinho teria sua própria equipe de policiais militares, ergueu sua cabeça e levantou-se para o mundo, todos que eram da ROTAM saíram dela por não aguentar o desrespeito do Felipinho, uma semana depois, sua organização seria a mais poderosa de toda San Andreas, e a ROTAM não conseguiria fazer uma blitz sem tomar tiros.E agora no final da história, deixemos uma lição: Nunca desfaça dos mais fracos, seu dia irá chegar, se tu é como Felipinho, pare um pouco e comece a refletir.


OBS: Postei duas vezes por ter me perdido escrevendo que até esqueci de citar o tema natalino no texto, se possível, pode apagar o dê cima /\

-----
20w
Assinatura Indevida
@K1NG_.
avatar
Ribshow
⇨ Membro Aprendiz 500+
⇨ Membro Aprendiz 500+
Warns :
120 / 999120 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 16/12/2017, 1:44 pm
• Nome Heryson Nick: Ribshow
• Nível 34 horas jogadas: 1280
• Por que seu conto deve ganhar?
Fiz inspirado em tudo que ouvi desde que comecei a jogar BPF, que vença o melhor!!!
• Seu conto abaixo:
O reino Mágico do BPF
Era uma vez, um reino mágico chamado Brasil Playforever ( BPF para os íntimos ). Um lugar de muita alegria e diversão governado pela Rainha Suprema Sabrina. A majestade com ajuda de seus seguidores leais, proporciona um ambiente ideal para os habitantes do reino. Que contam com apoio incondicional de seus líderes.
Mas nem tudo é somente luz, um reino próspero como o BPF atrai a atenção de pessoas traiçoeiras e sombrias como o ALIENADO Quizzy e a Pequena Sarah. ALIENADO Quizzy é um ex-membro da Coroa Real que foi banido e exilado, e em sua saída jurou se vingar do reino. Pequena Sarah é uma feiticeira que lutou com a Rainha Sabrina pelo amor do Rei Raphael, e foi derrotada na disputa pelo trono. Apesar de não ter jurado vingança, suas atitudes suspeitas e sorrateiras fazem pensar que ela ainda não desistiu de ser a amada do Rei e Rainha do BPF.
Como esperado ALIENADO Quizzy em seu plano para se vingar convenceu a Pequena Sarah com falsas promessas, a ajudar na sua diabólica vingança. O objetivo de Quizzy era bem simples, destruir completamente o atual sistema do Reino e o responsável por suas desgraças, Pedrinho o Destemido. Então ALIENADO continuou a reunir seguidores, entre eles estavam: Hick o Preguiçoso, Leo o Desertor e o infame Judas Dodo.
Após reunir seguidores o suficiente ALIENADO Quizzy seguiu em direção aos portões do reino, uma batalha épica estava a se iniciar, havia confrontos em todos os lugares do BPF. Mas a batalha principal acontecia em frente ao Palácio Real, onde ALIENADO Quizzy, Pequena Sarah, Hick o Preguiçoso, Leo o Desertor e Judas Dodo enfrentavam Pedrinho o Destemido, Rei Raphael guardião do conhecimento, Rainha Sabrina guardiã da Paciência.
Apesar de estarem em maior número a desvantagem claramente estava no lado de Quizzy, Rei Raphael em sua infinita sabedoria não deixava nada passar tornando a batalha cada vez mais difícil, mas ALIENADO não iria para essa batalha sem truques sujos na manga. Retirou um detonador do bolso e ameaçou explodir todo vale encantado de Los Santos caso seus inimigos não se rendessem. Pedrinho então o desafiou:
- Você não teria coragem, iria morrer como todos nós!
Quizzy respondeu:
- Se a morte é um preço a se pagar para obter minha vingança eu pagaria duas vezes!
Rei Raphael não deixaria que nada acontecesse a seu lugar querido e amado, ordenou para que todos se rendessem. ALIENADO Quizzy conseguiu o que queria, o controle de todo o Reino. Mas para ele não era o suficiente, ele queria que Pedrinho sofresse tudo que ele sofreu e até pior, então para que isso acontecesse Quizzy decidiu matar a pessoa que Pedrinho sempre amou secretamente, a Rainha Sabrina.
ALIENADO Quizzy sacou sua espada e sem pensar duas vezes seguiu rapidamente em direção a Rainha e a apunhalou. O céu que já estava sobre nuvens escuras, escureceu mais ainda, relâmpagos e trovões acompanhados da chuva começaram a cair, era como se todo BPF estivesse chorando. Pedrinho o Destemido entrou em desespero e nada naquele momento satisfazia mais o ALIENADO Quizzy, Rei Raphael aproveitou o momento de distração para se libertar e retomar o poder eliminando todos os aliados de Quizzy, incluindo seu arqui-rival Judas Dodo.
O reino Brasil Playforever estava salvo, ALIENADO Quizzy seria jogado na prisão do esquecimento para sempre, seus aliados se renderam ou foram mortos, mas ainda havia algo de errado. A Rainha ainda estava ali sem vida nos braços de Pedrinho que chorava sem parar. Foi quando Rei Raphael disse:
- Não chores Pedrinho, ainda existe um jeito de salva-la!
Pedrinho então exclamou:
- Como meu Rei!!!
- Eu darei minha vida pela dela, é o certo a se fazer. E no momento que eu fizer isso quero que você seja o novo Rei – disse Raphael.
Pedrinho então se recompôs, frente essa nova possibilidade e implorou para que Raphael usasse a vida dele para trazer a Rainha de volta. Curioso o Rei indagou:
-  Mas porque você iria querer algo assim Pedrinho?
- Ela jamais será minha meu Senhor, sou apenas um mero subordinado. Mas morro aqui, feliz por ter dado minha vida pela dela – sorriu dizendo Pedrinho enquanto sua vida era passada para a Rainha.
A Rainha voltou a vida, e após ouvir sobre os atos de bravura de Pedrinho, criou um dia em homenagem a ele. Pequena Sarah se apaixonou pelo guardião da prisão onde estava, o Tio Zark. Hick o Preguiçoso único sobrevivente da armada principal de Quizzy foi sentenciado a servir eternamente a família Real. Sim família, Rei Raphael e a Rainha Sabrina tiveram um filho, que curiosamente foi chamado de Pedrinho!!!
FIM.
avatar
Gui_Itz
⇨ Velha Guarda
⇨ Velha Guarda
Warns :
480 / 999480 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 16/12/2017, 1:58 pm
• Nome e Nick: Gui_Itz
• Nível e horas jogadas: 20 / /- 2k
• Por que seu conto deve ganhar? Não deve.
• Seu conto abaixo:
Certa vez em uma tarde natalina de 1998 nascia uma criança, cujo nome era Guilherme,
Guilherme era um garoto triste pra caramba, ele vivia de magoas, andava triste, sorria triste, ouvia musica triste
só fazia coisa triste, era triste demais, Hoje, depois de 18 anos de tristeza, Guilherme está próximo de completar seus 19 anos de tristeza, onde ele acha complicado encarar a realidade da vida e aturar gente feliz enchendo a pêra do saco
ele continua jogando sua vida pra frente, no meio da sua faculdade, buscando seus objetivos toscos em meio a sociedade e querendo se matar  a cada segundo que passa por se sentir inseguro perante o futuro.
avatar
Style.exe
⇨ Membro Calouro
⇨ Membro Calouro
Warns :
0 / 9990 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 16/12/2017, 2:26 pm
• Nome e Nick:Rafael(Slyle.exe)
• Nível e horas jogadas:5(62)
• Por que seu conto deve ganhar? Eu não sei se meu CONTO vai ganhar,mais eu espero que GANHE, também meu conto não ta nem GRANDE e nem tão PEQUENO.
• Seu conto abaixo: O natal de Uma Criança


Tudo começou com uma curiosidade, típica de criança: “Manhê, como o Papai Noel entrega presentes para TODO mundo à meia-noite?”

A mãe, distraída no computador, respondeu com um simples (e frustrante) “ele é o Papai Noel, Rafael. Ele consegue.”

Rafael não estava nada satisfeito com a pergunta. 8 anos de idade, mas já tinha discernimento e curiosidade suficiente para ter um nó na cabeça tentando entender como o bom velhinho faz o que faz à meia-noite.

Foi até o pai com a mesma pergunta; o pai, sem saber o que dizer e com medo de falar alguma bobagem que faça o menino não acreditar em Papai Noel, fez uma longa explicação sobre fusos horários, como na verdade esse 1 minuto eram vários, à medida que o Papai Noel ia cruzando as zonas diferentes, e sobe e desce, e vai e volta, um monte de explicações que para Rafael não faziam sentido nenhum.

A dúvida persistia; Leo decidiu então tomar o lugar da mãe no computador, enquanto ela ia para a cozinha preparar a janta. O menino entrou no Google e digitou:

COMO PAPAI NOEL ENTREGA PRESENTES PARA TODO MUNDO?

A pesquisa ofereceu 1.345.547 resultados, incluindo lojas de presentes, venda de produtos de decoração e árvores de Natal, cartões de Natal virtuais e mais um monte de coisas que não respondiam. Rafael foi passando página por página de resultados, e lá pela página 30, achou um link “fale com o Papai Noel”. Clicou, e o navegador abriu uma pagina com um formulário simples, para a mensagem ser enviada “para o Papai Noel”.

Rafael não tinha muito a perder, então preencheu e clicou Enviar.

Foi aí que tudo começou.

As luzes do quarto se apagaram, e foram substituídas por uma mistura de cores, que Leo identificou após alguns segundos como luzes de Natal. Lentamente ele voltou a enxergar e viu que não estava mais em casa.

A primeira coisa que viu foi uma placa “Oficina do Papai Noel – Sem acidentes há 2.345.341.678 dias”.

“Ei, deu certo!!! Eu falei!!!”. O duende do marketing saltitava. “Eu falei que a gente devia usar o formulário do site ao invés de receber cartas!!”.

“Sim, mas era para o formulário trazer crianças para cá?”, o cético duende de TI questionou.

“Veja bem, não era exatamente ISSO que deveria acontecer, mas é válido, pois é uma experiência co-participativa com nosso público-alvo, que permite à nossa empresa se comunicar melhor criando experiências com nossa marca…”

Os outros duendes ignoraram o do Marketing e se dirigiram a Rafael. Após garantir que o menino estava bem, o levaram por largos corredores, repletos dos enfeites de Natal mais brilhantes que RAFAEL já tinha visto, com uma luz natural (pelo menos não via fios) que deixava tudo mais bonito. Os corredores eram limpos, e as paredes tinham alguns quadros de aviso, calendários, mapas de planejamento. Tudo muito organizado, como se esperava.

Rafael chegou em uma sala de conferência, com um mapa mundi gigante no centro cheio de luzes acesas, indicando vários lares de crianças. O duende do SAC e o duende do Marketing o acomodaram no sofá e começaram a conversar com o menino:

“Pois então, Rafael” – disse o do SAC, levantando uma sobrancelha – “o que podemos fazer para lhe ajudar?”

“Bom, é que…” – Rafael gaguejava um pouco, ainda não acostumado com tudo que via – “…eu queria saber como o Papai Noel entrega todos os brinquedos”.

O duende do marketing saltou da cadeira. Era sua hora de brilhar. “Veja bem garoto, esquece essa coisa da entrega: o segredo do sucesso está no nosso planejamento estratégico, que começa por manter um mailing atualizado de todos nossos clientes, mantendo-os encantados durante o ano todo até o Natal, quando começa a parte menos interessante, que é a entrega”.

“Que bobagem!” O duende da área técnica entrou na sala. “É Rafael seu nome, certo? Amiguinho, a entrega é a parte MAIS importante do Natal. Trabalhamos 365 dias por ano regulando o trenó, mantendo as renas alimentadas e exercitadas, com um controle rigoroso da linha de produção em conjunto com a logística…”

Nessas, entrou o duende do RH na sala, que começava a ficar apertada: “E as pessoas? Coordenamos mais de 5 mil funcionários, que atuam em perfeita harmonia e são constantemente motivados por nós para que tudo dê certo…”. O duende do Financeiro entrou atropelando e falou do budget milimetricamente planejado, que por sua vez foi atropelado pelo de Compras, que falou da importância de ter matérias-primas ideais para realização do serviço…

Lá pelas tantas, quando não cabia mais duendes na sala, o alto-falante da oficina soou, com a voz do duende assistente do Papai Noel:

“Atenção duendes da segurança: favor levar o menino da sala de conferências 2 para a sala do Papai Noel”

Dois duendes de tamanho 3×4 e óculos escuros abriram caminho no mar de empregados de todas as áreas e conduziram Rafael por mais uma série de corredores.

À medida que chegava mais perto do destino, os corredores pareciam brilhar com mais intensidade.

Os duendes o deixaram em uma sala grande, com apenas uma mesinha simples de madeira. Na parede, fotos de diversos Natais, confraternizações na oficina, e várias anotações. Em um dos cantos, sacos de cartas de crianças. Na mesa, Rafael viu uma bela foto da Mamãe Noel, ao lado de alguns papéis, memorandos e outras coisas deixadas pelos duendes.

Enquanto Rafael olhava para o resto da sala, uma mão lhe tocou no ombro. O susto do menino ao ser surpreendido nem se compara ao que tomou quando viu que a mão era do Papai Noel.

“Oi Rafael, tudo bem com você?”

“…………………..tudo.” Rafael estava perdido.

“Não fica de pé não, Rafael; pode sentar, fique à vontade.” Papai Noel foi fazendo sala até o menino se encontrar.

Após alguns minutos de conversa e uns refrescos trazidos pelo duende assistente,

Rafael finalmente fez a pergunta que o levou até o Polo Norte:

“Papai Noel, como o senhor faz para entregar presentes para todo mundo à meia-noite?”

E Rafael contou as várias versões de todos os duendes para Papai Noel, que ouviu com muita calma.

“Rafael, apesar dos meus duendes terem se empolgado um pouco, todos eles falaram a verdade. Olha aqui para a televisão, deixa te mostrar um pouco do que a gente faz.” E a TV de plasma da parede ligou. Papai Noel começou a dar diversas explicações, sobre como cada departamento faz sua parte de maneira bem harmoniosa e com igual importância.

Durante o ano, a área de marketing mantém vivo o interesse de todo mundo no Natal para que todos enfeitem bem as casas e os duendes saibam onde entregar os presentes. A área comercial faz a captação dos pedidos via carta e faz a ligação com a área de compras e financeira, que providenciam todos os produtos que vão para a logística, que arruma as embalagens para cada criança. Dali, os presentes são preparados para entrar não em um trenó, mas em vários, todos bem preparados pela área técnica, com os duendes pilotos esperando. Os trenós percorrem o mundo e distribuem os presentes.

Rafael ia ouvindo a explicação e ficando desanimado.

Então não era Papai Noel que entregava os presentes? O menino era pura desolação, vendo a fantasia ruir, mas Papai Noel não perdia o sorriso.

“Agora Rafaell, você vem comigo que eu vou te mostrar a minha parte”.

Rafael ficou confuso. Mas os duendes não faziam tudo sozinhos? Passou com Papai Noel pelos corredores até chegar a um enorme hangar em uma das pontas da oficina, onde vários duendes já partiam para diversos pontos do mundo, com os trenós cheios de presentes. O menino e Papai Noel se dirigiram para a plataforma principal, onde estava estacionado o trenó principal.

O velhinho acomodou Rafael no banco do passageiro e subiu no trenó. Era quase meia-noite, e os dois partiram.

Após mais ou menos uns 10 segundos de viagem, chegaram na cidade. Lá, um senhor dormia na rua, passando frio, abraçado a uma garrafa de pinga. A rua estava fria, feia e triste, sem nenhuma luz ou cuidado.

Papai Noel desceu do trenó. Rafael, do banco do passageiro, viu Papai Noel tocar de leve a cabeça do mendigo, que se levantou após alguns instantes, sorriso na cara. Começou a se dirigir para o albergue do outro lado da rua, onde as luzes acesas e os sons eram certamente bem melhores que a rua.

Rafael achou estranho, tentou perguntar algo, mas Papai Noel subiu no trenó e acelerou de novo. O trenó subiu, subiu, subiu até um ponto muito alto da cidade, na cobertura de um prédio.

Lá dentro, um outro senhor, só diferente daquele que dormia na rua nas roupas e conforto do lar, jantava sozinho uma ceia que parecia ter sido feita para 20 pessoas, rodeado de quadros caros, esculturas raras, talheres de prata e enfeites de ouro.

Nada na casa indicava que era Natal, tudo era muito escuro e pouco convidativo, de muitas maneiras parecido com o beco escuro onde o mendigo dormia.

Papai Noel se aproximou do homem e tocou-lhe no peito. No mesmo instante ele levantou da mesa, com olhar determinado. Juntou toda a comida da mesa em cestos improvisados, ainda buscou mais coisas da dispensa e correu até o elevador.

Papai Noel e Rafael desceram no trenó, seguindo o homem, que se dirigiu ao mesmo albergue onde o mendigo entrou.

Do lado de fora, os dois olharam para dentro do albergue. Lá, o homem rico distribuía sua ceia, enchendo os pratos de todos, inclusive o do mendigo, que depois de um grande jantar começou a cantar para todos que lá estavam, com uma voz que espalhava alegria. Todos estavam muito felizes, e Rafael ficou muito feliz com o que viu também.

“RAFAEL,” – Papai Noel bateu no ombro do menino, ainda encantado com o que via – “agora sim você entende o que eu faço, e a importância disso. Dar presentes qualquer um pode dar, mas

o Natal serve para darmos esperança para quem tem pouco e bondade para quem tem muito”.

A próxima viagem de Papai Noel e Rafael foi para a casa do menino, onde o velhinho o deixou a tempo da ceia com a família.

Ao ver Rafael, o pai disse:

“Afe menino, aí está você!! Achei que você fosse perder isso…olha o que o Papai Noel te trouxe!!”

E o pai entra no quarto com uma bicicleta novinha, do jeito que Rafael queria.

O menino olhou para o pai, sorriu e disse:

“Ih pai, isso não é nada…você tem que ver o que o Papai Noel me deu esse ano…”
avatar
Americano_Sniper
⇨ Nova Guarda
⇨ Nova Guarda
Warns :
40 / 99940 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 20/12/2017, 10:15 pm
• Nome e Nick:Americano_Sniper
• Nível e horas jogadas:579
• Por que seu conto deve ganhar?Por Que Ele Foi Feito Com Sinceridade
• Seu conto abaixo:Titulo: Vaidade&Tristeza Entre A Dificuldade Do Mundo No Natal


Era Uma Noite De Natal Comun Como  Todas As Outras So Para 1Menino Esse Menino Se chamava João Todos Os Moradores Da Cidade Sabiam Que  João Era Extremamente Rico E So Pensava nele mesmo Ate Que Um Dia João Mandou O pai Fazer Uma Extrema Festa Para Todos
Na Cidade Mais Ele Tinha Um Motivo Para Isso... No Dia Seguinte Na festa todos Comemorando
João Foi Para O microfone Onde O cantor Estava E expulso O Cantor.
João Falou : _Ola A todos Você Sabem Que O meu pai E o Presidente Dessa cidade.
O publico Que Estava Na Festa Desconfio Rapidamente.
E joão Continuo Falando : _Então Ja Que vocês Tiveram o Dia De alegria E Hora Do Pagamento
E o Publico Falo: _mais Que Pagamente Niguem Falo Nada Disso Eu vi Que Essa festa seria Des Graça
João Falo : _Realmente Era De graça Mais A diversão Não e.
João Com um Olha Maligno Falo :_Vocês Todos vão Min Da presentes De natal...
Os Publico Começaram A reclamar Jogando Coisas No Palco E etc...
Mais João Com Seu Olhar Maligno falo : _quen não min Trazer Os Presentes Vão Ser Expulsos De suas casas na Hora e vão ficar no frio sem duvidas.
E no Dias Seguinte O seu Pai Deu Uma Grande Bronca no Filho E dize: _João Por Causa Daquelas Palavras Eu tenho chance De Sair de Prefeito E ninguem min aceita nos empregos João Va para Seu Quarto Agora e Não Saia Ate EU volta Da Prefeitura Nunca Mais Fale Coisas Sem Pensar.
João Com O seu Olha Se Mau Saio para A rua Correndo E foi Para Cidade E na Volta Se perdeu.
E Seu Pai Ficando Preucupado.
E João Teve Que Passar Uma noite Na rua.
Mais Quando ele ia Andando ele ia vendo bandidos na rua e etc...
quando um Bandido atacou O joão com uma faca falando : _Mlk Min Passa TOdo O dinheiro que tem ai eu sei que você
E filho do presidente você Deve Ter Alguma Coisa vamo Anda.
Quando Um Mendigo ataca o bandido e o bandido desmaia na causada e o mendigo e joão sai correndo.
quando eles estão seguros joão fala pro mendigo : _Obrigado Toma Esse Dinheiro Depois eu Li do Mais.
o Mendigo Falo:_eu não quero dinheiro eu so li salvei por que você estava em perigo mais por que vc esta na rua
se você e filho do presidente.
João fala : _Por que Eu Fiquei Com Raiva DO meu pai Por que ele min deu uma bronca.
O mendigo fala : _Você Sabe Quantas Pessoas Queriam Ser Você Muitos Mendigos Morrem De Fome 
E crianças não Tem Oque Comer Não Tem Bringuedos Para Bringar O Unico Presente Que elas iam Gosta E Sua Familia 
E pelo Menos 1Pedaço De pão Por Dia mais elas não tem isso algumas so tem a mãe ou o pai e você meu filho tem tudo que alguem poderia ter Muitos não Tem teto para mora e nem Comida para comer vc tem meu filho bronca todos os pais dão eu ouvi oque você Dize na sua festa para todos Da 1presente para você Meu Filho O unico Presente Que Você Poderia Ganhar e Sua Familia.
João Com Olhar De Choro Dize Gritando : Min Descupe Eu Nunca Mais VO pensar Em min So Eu  Nunca Mais Vo Se separar do meu pai e da minha mãe.
O mendigo Levou João Para Casa.
quando João Chegou Em Casa Pediu Descupas A seu pai E mãe e Depois Foi Pedir A todos Da cidade Por porta em porta.
E depois Comprou Presentes De Natal Para Todos Os Mendigos E Crianças Da Cidade Eram Roupas,Brinquedos e Comidas E no final Ele Começou A ser uma Criança Boa E intender A Dificuldade Do Mundo. Fim \Feliz Natal Brasil Play Forever/
avatar
thiago_nogueira
⇨ Membro Aprendiz 500+
⇨ Membro Aprendiz 500+
Warns :
100 / 999100 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 26/12/2017, 2:47 pm
Parabéns a todos que se empenharam para a realizaçäo de seus respectivos contos. Muitos aqui poderiam escrever até livros de tanta criatividade exposta.
avatar
Rodrigo_Ribeiro
⇨ Membro Avançado 1500+
⇨ Membro Avançado 1500+
Warns :
160 / 999160 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 31/12/2017, 9:53 pm
• Nome e Nick: Rodrigo Ribeiro - Rodrigo_Ribeiro
• Nível e horas jogadas: 66 - 4930
• Por que seu conto deve ganhar?
Um conto que mistura fantasias e realidades

• Seu conto abaixo

Reino BPF

     Em um Reino chamado Brasil PlayForever, o Natal se aproximava e a harmonia se instalava em várias famílias. As ruas eram todas enfeitadas com o tema, a neve caía e trazia uma alegria única no ano para as crianças. Tudo estava bem, até a chegada do Revolution no Reino, grupo que constantemente levava perigo para todos.
     Liderados pelo líder Wohsbir, ele ordenava seus subordinados a espalharem o caos em todas as vilas, destruindo e sumindo com pessoas. O líder Wohsbir tinha em mente dominar o mundo BPF antes do Natal, para que pudesse alcançar a fonte que traria imortalidade para ele e seu exército. A fonte funcionava somente uma vez por ano, no Natal. Caso não alcançassem a fonte até o Natal, a fonte já não teria mais esse poder.
     As vilas foram atacadas cada uma por vez, começando pelas Vilas Azul, Cinza, Preta, Marrom e por último a Rosa. O povo tentava resistir contra o ataque do Revolution, mas suas forças eram limitadas, o que não permitia uma luta justa.
     Com todo o terror espalhado nas vilas, só restava uma solução para o povo. Os governadores das vilas se reuniram e decidiram que somente o grupo Talentos do Rod poderiam combater esse caos. O grupo era formado por heróis idolatrados pelo povo, sempre que era preciso, o TDR resolvia o problema. Liderados pelo Kcarc Dor, o grupo vivia em um planeta distante, para invoca-los, os governadores precisaram esperar o luar e fazerem o ritual.
     Ao chegar a noite, 5 governadores foram até a colina mais alta do Reino, onde haviam 5 estátuas dos heróis do TDR. Cada governador se posicionou na frente de uma e ergueram os braços em direção da lua. Era necessário permanecerem na posição durante 1 minuto para mandarem o sinal de alerta ao grupo. Ao completarem o tempo na posição, um raio atingiu o centro do topo da colina, fazendo uma claridade tão grande que não era possível enxergar nada. Após as luzes se apagarem, surgem 4 heróis no topo: Kcarc Dor, Guod, Oiak e Odnan.
     Os governadores ficaram maravilhados por presenciarem a chegada do grupo. Um por um, os heróis cumprimentavam os governadores, que os levaram até a fonte e explicaram o poder da fonte e contaram os ataques do Revolution. O líder Kcarc Dor reconheceu os inimigos, contou que já haviam se enfrentado em outros planetas e já conseguiram derrotar o líder Wohsbir.
     O TDR se preparou para a batalha, apesar de estarem em menor número, o grupo não temia isso. Primeiramente, o grupo libertou as pessoas que haviam sido capturadas pelo Revolution. Capangas não foram capazes de segurarem os heróis, o que permitiu os avanços do TDR.
     Com o Natal estando próximo, o TDR precisava agir rápido para impedir o plano de Wohsbir. Os heróis se separaram e combatiam os soldados do Revolution em vilas diferentes. Kcarc Dor e Guod chegaram na vila Azul e começaram a luta contra os inimigos. Sua luta foi facilitada pelo trabalho da governadora Anaid, que conseguiu organizar o povo e defender sua vila.
     Kcarc Dor e Guod conversaram e decidiram convidar a governadora Anaid para juntar-se aos dois para ajudar na guerra. Anaid se sentiu honrada e aceitou o convite. Então, os três seguiram para vila Cinza, onde derrotaram os comandados pelo Wohsbir. Na sequência, a vila Preta e a Marrom foram salvas pelo trio. Só restava a vila Rosa.
     Odnan e Oiak estavam em apuros contra um grande exército, pediram ajuda para os outros heróis, mas com a vila Rosa ainda em ataque, Guod foi sozinho e pediu para que Kcarc Dor e Anaid permanecessem e lutassem pela vila Rosa. Dentro da vila, Kcarc e Anaid encontraram um soldado da vila que queria ajudar, soldado Znauj. A dupla aceitou a ajuda, mas durante várias batalhas, Znauj correu quando mais era preciso, deixando a dupla na mão. Porém, nada foi capaz de impedir a dupla, que depois de muito esforço, tranquilizou a vila.
     O TDR conseguiu trazer segurança ao Reino, mas ainda precisavam encontrar o líder Wohsbir. O líder do Revolution conseguiu chegar a fonte durante a guerra e pegou sua água, mas ainda não estava na hora de toma-la, Wohsbir esperava o Natal.
     Por habitar no reino mais tempo, Anaid liderou os heróis na busca, mostrou seu conhecimento da área do reino e conseguiu achar a caverna em que estava Wohsbir. O grupo precisou lutar contra mais capangas para finalmente ficarem na frente do líder. Desesperado, Wohsbir começou a discursar dizendo que ninguém iria impedir seu plano de virar imortal e comandar todos os reinos. Enquanto discursava na frente dos heróis, o exército do Revolution se aproximava discretamente da caverna, para encurralar o grupo. Então, ao terminar o discurso, Wohsbir ordenou o exército a entrar e acabar com os heróis, o que iniciou uma grande batalha.
     Sem muito tempo para pensar em uma estratégia, o TDR derrotava qualquer um que aparecia em sua frente. Com o contratempo, Wohsbir começava a fugir da caverna de maneira para que não conseguissem vê-lo. Porém, Anaid, que estava distante dos heróis, conseguiu ir atrás de Wohsbir.
     Anaid e Wohsbir travaram uma baralha intensa, ambos ficaram feridos e exaustos da luta. Após vários minutos, Anaid finalmente conseguiu enfiar sua espada no coração de Wohsbir, matando o líder, assim derrotando todo seu exército e devolvendo ao Reino suas cores e sua alegria.
     Os heróis ficaram impressionados com Anaid, a convidaram para se juntar ao grupo, convite que foi aceito imediatamente pela guerreira. Dias depois de tudo voltar ao normal, o TDR, agora com sua mais nova integrante, se despediu do Reino BPF, voltando para seu planeta e ficando disposto a qualquer emergência.
     Assim, o Reino BPF finalmente conseguiu a paz desejada para o Natal, com alegria nas ruas, presentes para todos e um reino livre de qualquer perigo.

--

@edit

Editei pra colocar nos padrões do formulário


Última edição por Rodrigo_Ribeiro em 2/1/2018, 10:44 am, editado 3 vez(es)
avatar
Kane_lan
⇨ Administrador Máximo
⇨ Administrador Máximo
Warns :
60 / 99960 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 1/1/2018, 9:36 am
Fechado para analise!



Admin 1338 desde: 14/04/18
Liderança:

Helper e Temporário:

Administração:

18/12/16 - 30/01/17 - 27/02/17 - 01/04/17 - 15/08/17 - 14/04/18
By: SdooM_EmohE

Steam:

avatar
Kane_lan
⇨ Administrador Máximo
⇨ Administrador Máximo
Warns :
60 / 99960 / 999

Re: Evento de natal: 5

em 8/1/2018, 9:46 am
Ola pessoal, desculpem a demora, aqui estão os resultados!

Primeiro lugar: O reino Mágico do BPF
Segundo lugar: A era fria de Droguno's

Para receber o premio, o primeiro colocado deve procurar a Sabrina, e o segundo colocado deve me procurar!



Admin 1338 desde: 14/04/18
Liderança:

Helper e Temporário:

Administração:

18/12/16 - 30/01/17 - 27/02/17 - 01/04/17 - 15/08/17 - 14/04/18
By: SdooM_EmohE

Steam:

Conteúdo patrocinado

Re: Evento de natal: 5

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum